quinta-feira, 15 de março de 2012

Sobre insetos, força do pensamento e o amor de uma filha

Claro! Eu sabia que, mais dia, menos dia, isso iria acabar acontecendo. Era uma coisa inevitável e eu sabia! Essas coisas que estão além de nossas forças, que a gente não tem o controle. Destino mesmo, sabe? Cartas marcadas, má sorte, azar, triste coincidência; catástrofe... chame como quiser.

Uma Barata. No tapete. No meu tapete. Uma barata no meu tapete. No tapete da Giuliana. Giuliana, aquela que tem pânico de baratas. Maldita, maldita e maldita ( a barata, não eu).

Tava noite e fui pra sala comer minha nutella. Vi o bicho ali, todo sujo, todo marrom, cor de cocô, dançando salsa no meu tapete.

Na hora senti aquela corrente adrenalínica subir pela minha coluna (igual quando tamo apaixonada só que ao contrário), um certo xixizinho escorrendo pelas coxas. Congelada, imóvel, uma estátua eu fiquei. Um baleiro sortido de emoções passou pela minha cabeça e eu pensava o quão estupida eu fui ao pedir a separação (vejam bem, tudo por conta do inseto. O inseto barata, não o ex marido).

Só eu e Lulu em casa. Eu, Lulu e aquele gremilin no tapete.

Arrisquei um grito, mas não saiu. Saiu pra dentro. Lulu ouviu meu grunhido e veio até a sala:

Lulu: Que foi main?

Eu: Aã ãhhnn la ãn oõo aãaã annn, tipo mulher das cavernas (a aparência tá igual que nem)

Sem conseguir construir uma frase, aponto pra dinossaura

Lulu: mãezinha, é só uma barata!

Eu: Aããn

Lulu acarinhando minha perna mijada: Eu te potejo, mamãi. Eu cuido disso pa você. Fica tanquia.

E nisso ela foi pro quarto pegar sua crocs número 23 pra arremessar sobre um bicho que tinha o que? Uns 18 centímetros?

Quando ela se aproximou daquela coisa horrorosa, o espírito de ratazana saiu de mim, dando lugar ao de mãe que sou. Sim! sou mãe. Sou mãe zelosa, mãe coragem. Jamais deixaria filha minha esmagar um bicho escroto saído do esgoto, que tem gosma branca na barriga e fede. Sou mãe, porran!

Então que segurei a mãozinha dela no ar e, nesse átimo de segundo, a barata olhou pra mim -JURO, ela olhou nos meus olhos (nunca esquecerei essa cena. Vou ter que tratar de stress pós traumático), encolheu as pernas peludas, virou de barriga pra cima e morreu. MORREU! Como assim morreu? Assim: morreu. Fim, acabou, the end. Mó-rreu.

Daí estou me perguntando até agora o que teria acontecido

A) Poder da mente. Bem x mal

B) Infarto de seu nojento miocárdio ao olhar pra minha pessoa

C) Era uma amiga minha de outra vida que reencarnou barata, viu meu pânico, ficou com dó e se fingiu de morta

D) Já tava morta e minha mente fantasiosa construiu toda essa cena em 24 frames por segundo

Até agora não consegui descobrir o mistério, mas ficaram as lições que aprendi com isso:

A) Tenho uma filha corajosa

B) Ela tem uma mãe medrosa

C) Baratas morrem

D) Caso tenha medo de baratas, nunca se separe. Ou case de novo, imediatamente. Ou continue solteira e contrate serviços especializados, o que acho uma baita vantagem: eles fazem tudo que você precisa. TUDO! Fica a dica.


33 comentários:

Anônimo disse...

hihihihihihi... q figurinha!
Bjsss!!
Adorooo
Ana Martha

Vanessa Cavasotto Leite disse...

To tensa, contraída só de ler a descrição da barata. Nojo! Eca!
E eu q sou casada e marido espera a barata ir embora? Tenho q eu jogar um chinelo a distância enquanto tenho sucessivos ataques de mini panico a cada chinelada q erro.

Bella disse...

Ai, que felicidade quando tem post novo!! Menina, sabe que moro sozinha há 7 anos e tenho a sorte de jamais uma barata ter aparecido aqui em casa? Porque eu ia ter que me mudar até ela resolver sair... MORRO de medo. Gracinha essa Lulu corajosa!

sueli disse...

hahahahahahaha .... simijei tbém (d rir)
Eu sou da opinião que baratas são IMORRÍVEIS. Elas se fingem de morta só prá que a gente não morra de pânico. Eu já morri trocentas veiz. As que me apareceram eram más. Tinham 2 metros de envergadura e voavam sempre sobre mim o que já me fizeram arrancar brincos de tarraxa com partículas dos meus lóbulos auriculares, arranhar-me toda como se tivesse sido pega por uma ave derrapina e bater com o sapato na minha cabeça inúmeras vezes até eu ter a sensação de tê-las derrotado. (será q foi porisso? kkkkk). Mas enfim; quem somos nós afinal? Somos mulheres fortes e poderosas que sempre contamos conosquinhas mesmo num epsódio avassalador como esse, né mermo? rs. Parabéns pelo texto. Beijos prás duas "corajosas"rs

Carolina disse...

anteontem apareceu uma aqui em casa e eu disse pro marido "nao sei o que ia ser de mim nessas horas, eu nao ia ser capaz de matar ela" daí ele disse "ah, que bom que eu sirvo pra alguma coisa" rs

Ana Claudia disse...

...nunca ví uma descrição tão perfeita desse ser nojento...cor de cocô...rsrs


eu aposto na alternativa A...rsrs...


bj

Lais disse...

Por isso que é bom ter filho homem. Já tô ensinando o meu a pisar nas formigas. No futuro serão as baratas hahaha

Beijo!

Anônimo disse...

Lamento dizer mas ela não morreu.Baratas figem de mortas muito bem (se você deixasse ela no mesmo lugar por uns 5 minutos veria a bicha se levantar e ir cuidar da própria vida)

Edna Fernandes disse...

Eu sei bem o que você passou, eu tenho horror, a esse bicho asqueroso, e espero que um dia meu filho posse me defender já que o pai dele não serve pra nada kkkkkkkkk

Tatei e Nana disse...

Aconteceu uma vez comigo, quando eu era solteira e morava sozinha, de entrar uma barata pela janela enquanto eu tomava banho. Fiquei pra morrer. Só de lembrar, me arrepio inteira!!! Ui!!!
Bjs

Alice disse...

Ai menina, some não... vc demora tanto pra postar que fico orfã das minhas risadas diárias com suas histórias. Pânico total de baratas. T entendo perfeitamente. Bjs!

Rafael Noris disse...

Mulheres.... tsc, tsc tsc...

:-)

Anônimo disse...

parabéns pelo texto e seu ótimo humor! Valeu a sexta! rs

Aline disse...

deixa ela aprender a matar essas coisicas!!

lolo disse...

Como uma pessoa que morou quase dez anos sozinha, vou te dar uma dica: Baygon do lado da cama. Você espirra o negócio de longe e elas ja morrem. Sério, Baygon do lado da cama.

PEDROCA CARA DE TABOCA disse...

você é ilaria !!!!

Nanci disse...

Já tive experiencias super traumáticas com barata, e a gente fira bicho qdo elas vem pra cima dos nossos bebes. Só que é a primeira vez que vejo barata infartar. As daqui só morrem na bala. Detalhe: dependendo do marido não resolve, pq o meu tb tem medo de barata. bjs

Loreto disse...

Rachando de rir com este text, ah e tb tô mijade kkkk

Vanessa disse...

kkkkk....morri de rir viu...cara...vc é demais!!
eu não tenho medo de baratas....eu tenho é muita raivaaaaaaa delas....poranto, qdo vejouma aqui em casa, independente de filhOS (sim, tenho 2, meninos) e de marido, eu saio na frente deles e faço QUESTÃO de matar, tamanha minha raiva de vê-la dentro da minha casa tão limpinha e tão organizadinha...falo pro meu marido que se eu pudesse, esganava ela de tanta raiva que tenho de baratas....arrrghhhh...!!

Vanessa disse...

kkkkk....morri de rir viu...cara...vc é demais!!
eu não tenho medo de baratas....eu tenho é muita raivaaaaaaa delas....poranto, qdo vejouma aqui em casa, independente de filhOS (sim, tenho 2, meninos) e de marido, eu saio na frente deles e faço QUESTÃO de matar, tamanha minha raiva de vê-la dentro da minha casa tão limpinha e tão organizadinha...falo pro meu marido que se eu pudesse, esganava ela de tanta raiva que tenho de baratas....arrrghhhh...!!

Claudete disse...

Giuliana, olha só a situação: estava na sala de espera do consultório com a minha pequena de 6 meses, quase uma hora de espera....decidi pegar uma revista pra ler...Como eu tenho a mania de ler as revistas de trás pra frente, e comecei a ler a sua história..comecei a rir discretamente...a cada frase eu já me via na situação...e comecei a ir desc.º trilada ente...a Duda (minha filha) começou a me olhar assustada...tadinha Nao Tavares entendo nada..foi qdo eu me dei conta que estava atrapalhando e tive que dar uma volta pra me acalmar."..levei a revista pra casa, claro! Pra ler de Novo com calma....amei o que vc escreveu...puxa vida, como aconteceu comigo....e tb tive as mesmas vontades...hoje passei a tarde lendo outras postagens e vc escreve muito bem, parabéns e espero que a Lulu durma logo uma Bia noite de sono! Abs, Claudete

Princesa Vê disse...

Acho q temos algumas coisas em comum... as noites em claro e pavor desses monstros q sempre as vejo com o dobro do meu tamanho... chega a me faltar folego qdo me deparo com alguma... Adorei conhecer o teu blog, ficarei visitante nata, pois acredito q saber q não somos a unica a estar acordade de madrugada já é um alivio... bjo pra vcs

Anônimo disse...

adorooooooooooooooseus posts

Cynthia Melo disse...

Oie ... amei teu blog e esse post !
Quase morro de tanto rir , como pode ? kkkkkkkkk
Ah Lulu é uma linda e corajosa.

te seguindo !

beijinhos:*

Renata disse...

Giu
vou te contar uma que me aconteceu ests dias.. Tava em casa, moro em Dourados, mas não no Mato (só pra deixar bem claro)... estamos na sala eu minha filha de 1a5m Alice e marido e eis que adentra no recinto saltitante uma linda caranquejeira com suas oitos patas peludas. eu a alice subimos imediatamente no sofa e esperamos a atitude do papai. com distancia de meio metro arremessa uma havainas (que só serviram para causar cocegas a nossa amiga) e sai. vou até a janela e aviso que não surtiu efeito e resolvo sair ate que ele resolva o problema. vinte minutos depois ele retorna e pergunto se podemos voltar pra sala. ele responde : ¨é... a bicha foi pra baixo do sofá!!! amanhã a gente vê se ela sai e o que faz...¨ eu tive um chilique e fui lá puxei o sofá e la estava ela saltitante nos esperando. chamo o marido, coloco um rodo em sua mão e falo. pronto mata!!!! e to esperando ele matar até agora ... Moral da história - marido pode servir pra várias coisas, mas pra isso.... KKKKK
bjão o blog tá ótimo
Rê Praça

Renata disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Raquel Gomes disse...

TUDO? Oe!

Diogo, cresce, pufavô... pavor de baratas - eu tenho!
Senti o medo com você.

(Mamãe) ~Pinel disse...

Hahahahahahahahahahhhahahahaha!!!!!
E não é que a Lara é do mesmo time que a Lulu???
Super corajosa e pega em todos os insetos. Nem preciso dizer que eu piro né? =P

Jéssica Samara disse...

Em questão de barata...com ou sem marido nada me adianta, pois o bonito não mata insetos (acredite se quiser),somente espanta a criatura horrenda e cabe a mim, ficar com a ideia na cabeca de que a bichinha irá voltar e me perseguir kkkkk

Aretha Ferreira disse...

Nossa, imaginei o seu desespero...
Não sei se conhece um produto chamado Mortein para vãos... vc passa pelo lado externo das portas e janelas e protege a casa destas coisas nojentas... se ela conseguir entrar é bem tonta e morre rapidinho....fica a dica. Bjs

ampg5 disse...

Tenho pavor de b... Não gosto nem de escrever o nome.
Ensinei minha filha a ter apenas nojo.Resolveu meu problema quando ela está por perto...só...

Anônimo disse...

Giu, entra em contato, cintiapanizza@yahoo.com.br.
Bjs

Lia Barreto disse...

Isso é realmente repuguinante...mas matei, tudo bem fiquei tremendo bem por umas horas...mas passou.Filhos sinônimo de muita coragem...Minha Olívia me encorajou...Te amo filha.