quinta-feira, 16 de junho de 2011

Assunto delicado

Amiguinhos e amiguinhas do meu coração. Venho por meio deste post, pedir PERDÃO pra vocês pelo abandono deste blog que vos fala.
Estamos tendo problemas de ordem interna aqui, mas não poderia deixar vocês sem notícia alguma, pois sei o quanto me amam, me adoram, me querem bem, e o quanto ficam preocupados comigo e.... onde eu deixei a modéstia, meldels?
É o seguinte: eu e o pai da Lulu nos separamos e o momento, como todo mundo deve calcular, não é dos mais fáceis, inda mais tendo uma pimpolhinha de quase dois anos no meio de nós.
É uma situação e um assunto delicado, cujo qual não pretendo me estender, por motivos óbvios.
É só uma satisfação about meu sumiço e os problemas que temos enfrentado.
Só digo pra vocês, que possam estar enfrentando a mesma situação, o seguinte: é possível sim criar uma gostosinha dessa, mesmo no meio desse furdunço todo.
Só é preciso uma dose extra de amor, paciência, tolerância, compreensão e boa vontade de ambas as partes e o principal: lembrar que ele é uma criança e deve ser tratada como tal no meio dessa situação adulta. Nunca esquecer disso, ok? prometem?
Levantemos-nos pois, sacudimo-nos pois a poeira e damo-nos pois a volta por cima.
E ó: promessa é dívida: farei o possíveo e o impossíveo para comparecer TODA SEMANA por aqui.
Não nos abandonem. O tempo tá beeeem corrido, mas vamu lá. Ainda tenho as madrugadas em claro para escrever. :p

22 comentários:

Tuka Siqueira disse...

Querida, sinto muito pelo momento que está passando, mas passada a tormenta as coisas se ajeitam e a vida segue. Bom saber que vc tem essa consciência com relação à tua pequena, isso facilita muito as coisas.
Tô aqui torcendo pra que tudo fique bem com vocês.

Beijos

Maura disse...

Lamento... Que tudo fique bem e Deus ilumine seus caminhos e decisões...
Um abç,
Maura, mamãe da Sophia

Beta disse...

Ju, sei exatamente o que tu está passando (passei pela mesma situação em janeiro - meu presente de ano novo, literalmente).
Mas quer saber? Tu tens toda a razão! A gente sacode a poeira, dá a volta por cima, se reinventa e consegue ser feliz (e muito, posso garantir), ainda mais com essas fofurinhas companheiras nos chamando de ma-mãe!!!
Força na peruca e qq coisa, dá um grito virtual!
Bjão
Beta e Alice

sueli disse...

perdão mas eu só consigo pensar na palavra furdunço.Taqueopa. fazia zanos q não ouvia ou lia isso. rs
Como diz o velho ditado: há males que vem para bem.
A vida nos surpreende todos os dias. Precisamos tirar proveito de todas as lições e peças que ela nos prega. Tudo tem seu lado construtivo. Viva apenas um dia de cada vez na certeza que o amor nos edifica e faz sentir-mo-nos poderosos e crentes que amanhã... será um lindo dia. beautifull day for alls. beijos da number one.

Cris Bomfim disse...

Pois é, sacode e segue. Não lamento ou lamento por que não sei o que sente e/ou que deseja, mas torço muito para tudo se resolva da melhor e mais sadia forma, para todos os envolvidos.
Não as abandonarei, heheheh, afinal Lulu um dia irá dormir e eu quero ler e comemorar contigo.
Bjs pras duas.

Sarah disse...

Difícil mesmo Ju, sumiço mais que justificado. Mas nada como um dia após o outro. Vai vivendo, sacode a poeira, se agarra na pequena que tudo dá certo.
E que bom que vc pensa assim com relação à Lulu, é o que mais importa.
beijos

Mari Mari disse...

Eu sinceramente espero que essa separação seja momentânea e vocês voltem e se reconciliem; sou filha de pais separados e isso me é um peso muito grande. É difícil calcular o impacto de uma separação numa criança. Eu não sei o motivo da separacao e isso nao importa a mim, mas queria que voce pensasse o que a Lulu vai pensar desse motivo. Em casa, somos 3 filhos, e meus irmaos ja entraram no casamento achando que um dia vao se separar. Melhoras pra voce. beijos

Ju disse...

Gente não precisa ficar com pena e me desejar melhoras e nem que eu me reconcilie c o pai dela. Essa foi uma atitude madura, muito bem pensada e trabalhada ao longo de meses, acreditem.
O que é melhor para os pais, com certeza é melhor para as criancas Mari.
Bjos

Luciane disse...

florzinha...

se cuida viu!!!!

que tudo fique bem e que o Papai do Céu esteja com vcs!!!

bjus

Mariana disse...

Giu, levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima!
Eu sou filha de pais separados. Eles se separaram qdo eu tinha 10 anos, e sinceramente? sempre preferi que ficassem separados e felizes, do que juntos, infelizes e brigando.
Marido é uma coisa, e pai e outra. Ele vai ser sempre o pai da Lulu, não importa o que houver.
E eu prefiro mil vezes saber que meus pais buscaram a felicidade deles (e conseguiram) do que cogitar a possibilidade de que eles tivessem ficado juntos e infelizes simplesmente por minha causa.
Eu sou filha dos dois, mas quem faz o casamento são somente os 2 e filho nenhum tem culpa de nada ou nada a ver com isso.
Cada um na sua! E eles sempre me deixaram isso bem claro.
Com pais maduros, que sabem separar a relação de pai e mãe da relação de marido e mulher, um dia Lulu vai entender as escolhas de vocês quando vocês explicarem pra ela. E ela, como é uma criança completamente normal, tb vai entender que é melhor assim. Deosmelivre de ver meu pai e minha mãe passando anos e anos e anos infelizes, se privando de conhecerem alguém bacana e companheiro, que realmente amem, pra passar o resto da vida com alguém q não amam mais, ou que não os acompanha mais.
A época de manter as aparências ou de achar que filho supre todas as necessidades de um casamento já foi há pelo menos uns 60 anos.
Bjs em vc e na Lulu!

Lê - Dilemas de uma mãe sem manual! disse...

Sinto muito pelo que aconteceu, mas, muitas vezes, essa é a melhor solução né? Qualquer coisa, estamos aqui, tá? Bjo, Lê

Priscila disse...

Amada sinto muito posso te dizer que ja passei por isso ainda quando estava grávida... Mas a males que vem para o bem... mas vc tem um grande tesouro, e com certeza Deus vai guiar seu caminho...
Abraços..
Léo e Pri...
Qualquer coisa da um gritinho virtual...

Camila disse...

Tô com muuuuita saudades de vc, mas entendo super e tô do seu lado, te dando a maior força que preecisar!
Bjos,
Camila
www.mamaetaocupada.com.br

Viviane Junqueira Ayres disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Viviane Junqueira Ayres disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fabi disse...

Oi Giuliana!
Te acompanho aqui e no Malvadezas. Adoooro!
Ó, me separei em dezembro e escrevi sobre no meu antigo blog:
http://depoisqueeudescobri.wordpress.com/2010/12/29/3-2-2/

Fiquei uns 2 meses péééssima, mas as coisas melhoraram muito... Aí, escrevi isso.
http://depoisqueeudescobri.wordpress.com/2011/01/25/deixar-o-filho-com-o-pai-ser-mais-voce/

Aí que agora, fia, tô ótima. Não quero namorado, nada disso. Tô bem comigo, conseguindo levar a vida numa boa, sabe? Sem nenhum peso.

Boa sorte na sua história e espero que a minha ajude.

Beijos,
Fabi
http://principezinhos.wordpress.com/

Viviane Junqueira Ayres disse...

Giu apaguei sem querer os comentários que escrevi...
depois escrevo de novo..

beijos

Marcella Nathaly disse...

Perfeito! Melhor que seu post, só seu comentário!
Tô passando pela mesma situação, e minha Lulu só tem 1 ano e 3 meses. Ainda estou no momento "péssima", mas as coisas vão se ajeitando, dia após dia. Mas as decisões "maduras e pensadas durante meses" são sempre as melhores decisões.

Beijo grande!

alessandra.cayres disse...

que pena Giu... não esqueçam de passar pra pequena que ambos a amam e estarão presentes em todos os momentos da vida dela (na medida do possivel, os dois, isso é importante pra ela, não importa o que ocorreu entre vocês), não importa como estiverem, e que assim estarão mais felizes... ela crescerá sem traumas... (sou filha de pais separados, não esqueça..)

Leila disse...

Quando li seu último texto no malvadezas, imaginei que isso estivesse acontecendo. Acho que nunca comentei, mas acompanho sempre. Aqui e lá.
Boa sorte na nova fase!
Beijo!

Um espaço pra chamar de meu disse...

Giu, sinto muito por este momento que está passando, e agora lembrei que vc comentou no Twitter q estava comendo e estava ansiosa, e eu nem perguntei o motivo...algumas vezes não pergunto,pois nem sempre a pessoa quer falar...Espero que vc tenha força e é isso aí... levantar,sacudir a poeira,pois tem uma Lulu que não dorme e ñ vai nem te dar tempo para pensar...Bj grande,querida!!!

Paloma disse...

Giu, é super possível. Não sei qual é a tua situação agora, mas tente manter o coração tranquilo. Eu mesma me separei há anos do pai da Isa e venho criando a pequenina desde então. Somos super felizes, eu e Isa, do jeito que vivemos. bjo