quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Carta ao Papai Noel

Querido Papai Noel, a vida sempre nos pregando peças, não el? (só pra efeito de rima)

Não sei se o senhor se recorda da noite de natal do ano de 1987, quando veio me visitar aqui em casa. Lembra? Pois eu lembro como se fosse ontem.

O senhor chegou de trenó, estacionou na vaga de idosos, desceu e tocou minha campainha (a chaminé estava obstruída por neve na ocasião).

Mal pude acreditar quando veio me abraçar! Meus olhinhos pueris não se contiveram e se encheram de água. Quando me abraçou, senti com uma certa estranheza, uma protuberância peitoral anormal de se encontrar em papais noéis alfa, e pensei que o senhor poderia estar tomando hormônios, sei lá..(eu me preocupava com sua saúde)

Enfim, a felicidade era tanta, mas tanta, não pela maquininha de costura que o senhor trazia no saco, mas pela sua presença, seu abraço, seu cheiro, seu aconchego. O senhor ali, na minha casa, na minha frente, comendo o meu peru! Era muita alegria pra uma noite só.

Até que o senhor começou a suar muito e disse-me que precisava fazer xixi com urgência (pela idade, deve ser incontinência urinaria, pensei) e fui te apresentar o caminho do banheiro.

Papai Noel, perdoe-me pela minha indiscrição, mas o senhor não imagina o que a curiosidade de uma garotinha de 7 anos pode fazer, e eu fui praticamente obrigada a dar uma espiadinha pela fresta da porta que o senhor, por descuido, esqueceu aberta. E qual não foi minha surpresa, quando vi suas roupas espalhadas pelo chão e minha tia totalmente despida. Naquela hora, meu mundinho desabou (aliás, o mundo de qualquer um desabaria ao ver minha tia despida)

Saí correndo e chorando em direção a sala contando pra todo mundo que o Papai Noel usava sutiã e atendia pelo nome de Sueli “ É tudo uma farsa gente, acordem" eu dizia em meio a soluços.

A partir desse dia, eu deixei de acreditar no senhor, nas pessoas e na vida.

Mas aí, meu bom velhinho, a vida me surpreendeu, e eu me descobri grávida. Grá-vi-da. O senhor sabe o que é isso? É ter a responsabilidade de inserir sonhos e fantasias na cabeça de uma criancinha pra que a vida dela não seja tão chata e enfadonha quanto a de um adulto.

Apesar da novidade, eu continuava desacreditada. Aí Anna Luísa nasceu, passou seu primeiro natalzinho (embora não entendesse patavinas do que vinha a ser um natal), cresceu, e eis que chega a marca de seu segundo natal. Hoje ela tem 1 ano e 5 meses (completos no dia de natal). E com 1 ano e 5 meses, toda essa história começa a ganhar alguma forma.

E ontem dia 21/12/2010, deitada no tapete da sala, observando, com meus olhos cheios de lágrimas, Lulu brincar com um trenó de plástico e cantarolar músicas natalinas, eu compreendi o que acontecera naquela noite de natal do ano de 1987.

Só ontem dear Santa, só ontem eu fui entender que o senhor e minha tia tiveram um caso de uma noite de verão! Um deslize de ambas as partes eu sei, e sei também que essa história de ficar muito tempo longe de casa faz bater uma carência danada e talz, e minha tia tava lá toda pimpona e cheia de amor pra dar, dando a maior sopa e vocês acabaram não resistindo a tentação e se atracaram no banheiro, não foi?!

Me perdoa Papai Noel, por ter passado 22 anos acreditando no que eu supunha ser verdade. Perdoa por nunca ter tentado ouvir a sua versão, nem a versão da minha tia (apesar que ela nunca iria me contar a verdade mesmo). Me perdoa por ter sido cabeça dura todos esses anos e ter zombado de todas as crianças que diziam acreditar na sua pessoa.

Hoje, Papai Noel, vendo minha filha se encantar e se iluminar na sua presença, posso dizer com todas as letras que eu voltei a acreditar piamente no senhor, nas pessoas (exceto minha tia) e na vida!!

Tenham todos um Feliz Natal!


PS: Escutem sempre o que o outro tem a dizer. Pode ser a coisa mais importante que você ouvirá em toda sua vida.


PS para meu tio: Tio Alex, nesse natal, doizóio é poco, hein? Fica a dica.

19 comentários:

.daisy. disse...

Ahhhh que lindo! Adorei! =)

sueli disse...

kkkkkkkkkkk. obrigada pela homenagem. o que não faz uma tia doida né? doida de amores por você e pelo tonto do meu filho, seu primo, que queria mostrar o carrinho que acabara de ganhar da mamãe noela. Fui descoberta pela risada .rs .mas como ele era mais novinho que você. não se decepcionou. Acredita no bom velhinho até hoje.
Em tempo: a touca do bom velhinho já comprei. kkkkk
Lulu .... me aguarde.
Beijos

Laudiane disse...

Com humor vc consegue ser delicada e audaz
amooooooooooooooooooooo seus posts sua linda
Feliz natal que Jesus abençoe sua vida e família sempre
amote
bjus

Milka disse...

seus posts são sempre ótimos, adorei a sua versão muito bem humorada, como sempre né?
kkkkkkkkkk
Amo seu blog!

Feliz natal pra vcs!!
beijos

Fabi Coltri disse...

Sensacional!
Mto, mto bom vir aqui logo cedinho e ler um post seu.

Feliz Natal pra você e toda a sua família!
Que 2011 seja de mto amor, e que Lulu durma mto, durma a noite toda e cresça feliz e ainda mais amada por todos, inclusive nós, as ¨tias¨ virtuais!!

Beijo nosso!

Fabi e Sofia

Naiara Krauspenhar disse...

kkkkkkkkkkkk
perfeito!
tadinho do Papai Noel, e você com esse pré-julgamento todos esses anos.. tsc tsc tsc
Shame on you!
BJoooo

Anônimo disse...

Muito bom meeeessssmoooo! cada dia mais fã do blog!
Tudo de melhor pra vc e sua família!
Bjos
Renata

Dani disse...

Texto delícia Ju! Emocionante, sabia!
Beijo e Feliz Natal pro ceis também!
Dani

Priscilla disse...

Ju, vc me fez sorrir! :-)
Poético, para dizer o mínimo.
Bom natal para você e sua família.
Bjs

Mulher e Mãe disse...

hahahahahahahahahhaahahahaha
Fantástico!
Morri de rir com seu post e ver que a tia Sueli comentou, e que vai se vestir de novo pra Lulu
Tranca a porta esse ano, tia
hahahahahahahaahaha
Amei sua cartinha.
Os filhos trazem uma magia de volta para o Natal, né? Durante anos o Natal em casa foi muito chato, a pessoa mais nova era minha irmã, nascida em 1982...
Até que há 5 anos chegaram 5 crianças, e o Natal ficou colorido de novo.
Esse ano ele está um pouco sem vida para mim, vc sabe o pq, mas com certeza ver o Natal através dos olhos dos filhos é mágico!
Parabéns pelo post.Amei!
Feliz Natal, sua linda

Aretha Ferreira disse...

Nossa, que post maravilhoso e me fez refletir tanto. Obrigada por compartilhar.
Feliz Natal e um ótimo 2011!

gisele.artes disse...

hahahah! Adorei! Feliz Natal pra vc! Abraços, gisele

Tuka Siqueira disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Muito boa a história!!!! Feliz Natal pra você e que Lulu aprenda a dormir no ano novo!!!

beijos

Dani Maciel disse...

OTEMA!!! como sempre!!!HOHOHO!
BJ e um Feliz Natal

Ana disse...

Hahahahaha adorei! Conheci o blog esses dias e ri muito dos seus post.
Também voltei a acreditar no velho Noel.
Feliz Natal.

Anônimo disse...

Giuliana, no site www.convivendocomalergia.com.br existem posts e trechos de posts muito parecidos, quase idênticos aos seus.
Dá uma conferida lá.
Fabíola
(fabiolaamaral@hotmail.com)

sueli disse...

quem será essa fdp que está fazendo cortesia com o chapéu dos outros ??? hein ???
tamo falando.... escreve um livro. tira a patente...mas c num skuta
suas fiéis jamais a abandonarão.
beijos da número um

Anônimo disse...

Giu, agora deletaram do site www.convivendocomalergia.com.br até os trechos de posts que copiavam os seus.
Ainda bem.

medullaum disse...

Se eu soubesse que o caso do Noel com sua tia lhe traria algum trauma e te apaziguaria.
Ele teve caso com minha mãe bem antes do verão de 87 e nesse natal Graças à Olívia (01 ano e 7 meses)constatei que o affair nunca deixou de existir!!!

Bj

Tule