sexta-feira, 21 de maio de 2010

E a escolinha, hein?

Depôs que pari,ningém quis dar emprego a essa vacamimosa , decidi que iria ficar a disposição de Lulu por pelo menos um ano ou um ano e meio, pois pretendo amamentá-la até meus peitos encostarem no chão( ainda faltam 9 meses e eles já estão quase lá.Killminow!), mas ultimamente ando tão exausta que pensei em colocar Lulu na escolinha, pelomeno umas duas vezes por semana pra eu dormir a tarde inteirinha e comer pipoca e chocolate e... fazer o que tenho que fazer na vida aí de fora do cárcere privado, tipo ir no banco(oi? fazer o que no banco se não tenho nada dentro dele? Há!), ou ir no mercado sossegada, comprar potes e potes de papinha Nestlé frutas e verduras selecionadas, sem ter que tirar toda hora o pacote de friskies da boca de Lulu, ou então fazer as unhas pra lavar a louça de unhas pink - minhas louças merecem essa fashionisse!- ou uma aulinha yoga que não vou há muuuuito tempo e que por sinal estou very- precisada para poder igualar meu ombros na mesma altura e desenvergar minha escoliose/lordose/cifose. Ou qualquer coisa que não tenha que fazer com pressa e segurando a pequena no vão da cintura (ex-cintura, diga-se de passagem).Porque mãe integral–do- lar é assim: total sem gramú. Com isso concluo que não trabalhar dá mais trabalho que trabalhar. Bah!

Recapitulando... maridoco foi ver uma escolinha superhiper bacana que custa superhiper caro por mês e tem que ser superuberbacana com esse valor e ele adorou e eu amarelei. Ahhh , como é dificultoso saber que sua perolinha de cativeiro vai ter que, ora ou outra ser arremessada nesse mundão de meodeos , então vou protelando até ela casar onde eu agüentar. Pipou, só de pensar eu horripilo. Se bem que ela não vai dar a mínima e se eu conheço a figura ela vai a-m-a-r a vida em sociedade, além do que ela é anos-luz mais simpática, extrovertida, intrépida, destemida do que essa bichona do mato que vos fala. Lulu faz amigos como quem faz cocô(se bem que esse não e bem o caso dela, xixi seria melhor) com a maior facilidez do mundo. Nisso ela puxou ao pai, é dada.

Eu acho que deveria existir um tipo de vestibular para mães, se passar ok, matricula o filho, se não, deixe para o próximo ano.Tudo bem que existe a tal da adaptação, o que deveria ser obrigatório em todas as escolas e talz, mas não a adaptação pra criançada, elas não precisam disso; é para as mães mesmo.Porque mãe sofre mais que cadela-parindo- óctuplos, quando é separada do filhote pela primeira vez.PAUSA: Segundo Freud, essa relação simbiótica entre mãe e filha é prejudicial e destrutiva e ... Ah que se froda Freud, ele nunca foi mãe e não tinha a menor idéia do que estava falando.- Sabe, eu tenho uma relação de amor e ódio com a psicologia.Hoje é de ódio.-DESPAUSA.

É sério gentch, deve doer, queimar, arder, machucar e pinicar quando a gente se separa pelo primeira vez da cria(e pela 20, 30, 40 ,18790 vezes).Bom, eu IMAGINO que seja assim, porque eu mesma nunca fiquei maidemeiaora longe de Lulu.

Então estou a procura de uma escolinha que venha com o pacote adaptação for adults com kit de sobrevivência para mães. Algo como: no ato da matricula você leva inteiramente grátis 5 meses de terapia, psiquiatra delivery e livros, muitos livros do Içami Tiba. Até agora não achei nenhuma.

Pelo visto, vou tentar o vestibular do ano que vem e enquanto amadureço a idéia vou continuar levando Lulu no mercado para roer frascos de xampu e quem sabe eu não faço por merecer minha cinturinha 62 de volta , nã?


29 comentários:

Dani disse...

Ju, posso te animar? Então...dói sim vê-los indo prá escola. É mentira quem diz que acha isso super-mega-hiper demais. Não é não. Dói de verdade. Só que a gente acostuma. Não que eu ainda não tenha ciúme da professora. Mas já não penso mais em pular no pescoço dela cada vez que chego para buscar a Nina e ela tá lá no colinho da tia.
Beijo e boa sorte por aí!
Dani

pim la piel disse...

oi ju, sou eu mesma, a po-ró-pria!
:)
pois é, to acompanhando aqui a maratona!! hahaha força na piruca, nega loura!
beijoca

lolo disse...

Aff, nao consigo imaginar. Já estou preocupadíssima onde ficará minha parasitinha quando eu tiver que voltar ao trabalho. God!

Juliana disse...

Aiaiai,ontem fui visitar a escola da minha pequena e saí chorando. A pedagoga deve estar até agora pensando que sou louca, doida e desequilibrada. Volto a trabalhar em 50 dias e já estou sofrendo mais que peru de natal. Ainda tenho esperança de ganhar na mega pra poder ficar cuidando dela uns 35 anos, rsrsrs. Um beijo pra ti e Lulu.

Menina Alice disse...

Ai flor, só vc mesmo!
Eu tb até já pensei em colocar o JB na escolinha por meio período que seja, mas só de pensar em ficar longe doi!
Fora pensar que eu posso perder algo do desenvolvimento dele!
Pra te ajudar, vc não consegue ng tipo uma empregada que seja um pouco babá?
Eu consegui uma assim que deve começar mes que vem!
Pelo menos ajuda para dar uma descansada!
Super beijos,
Thalita e JB

Mamãe Fê disse...

huahuahaauah.... Vontade de CTRL+C e CTRL+V.
Porque é EXATAMENTE ISSOOOO!!!!
Sem tirá nem punhá nda.
Tenho dito.
E vivafilhosdebaixodasadamaeforever!!!!!!
Não... eu não disse isso...

Ju disse...

Haha , num digo, mãe é tudaigual mesmo

Fabi da Juju disse...

Aaiaiaia....adoro seus posts...super bem escritos e humorados.

Aqui Juju só para escolinha depois dos 2 anos...até lá vou aguentar firme.

Bjus

Marcella Nathaly disse...

Concordo, dói mesmo pensar em deixar nossas crias com alguém estranho. Mas, não sei, tem que ser assim, não é? E escolinha é super legal, estimula a criança, descansa os pais... Sei não mesmo, penso em colocar minha Lulu na escola cedo, eu amava ir, acho que ela vai gostar também.
Volto a trabalhar no próximo mês, Lulu vai ficar com a minha mãe (ufa!), assim vou trabalhar super tranquila.

Relaxa aí, Ju! =)

Beta disse...

"Com isso concluo que não trabalhar dá mais trabalho que trabalhar."

Nunca li uma coisa tão certa, sempre pensava como contextualizar esse momento da minha vida e tu traduziu em uma frase.

Bjão

sueli disse...

quanto drama.Põe logo ela numa creche , manda na mochilinha uns pente-finos , uns rolos de papel higiênico Tico Tico e pronto. Ela volta de banhinho tomado e com a barriguinha cheia de rozfijão, ovo frito e ki=suco de morango. Quer melhor? Aí você se atola na sua cozinha fashion e faz cup cakes prá todos os gostos. Eu queeeero experimentar. Beijos por hoje, Darling

Marcella Nathaly disse...

Oi, Ju!
Intolerância à lactose causa má digestão, a barriga fica estufadinha, cheia de gases, a criança solta PUM sem parar e aumenta muito as cólicas.
Faz um teste, tira a lactose da tua dieta (já que Lulu ainda mama) e evita dar derivados do leite pra ela (danone, por exemplo). Se melhorar, pode ser que seja intolerância. Mas como ela já está grandinha, talvez não seja isso não...

Beijo!

Anônimo disse...

Alô, aqui a anônima ma non troppo da Vila Mariana. Como avó de quatro netos - dois já adultos - (ou seja, mãe da era jurássica...) nem vou contar como foi com os meninos,que hoje têm 49 e 50 anos, porque JURO que não lembro. Acho que botei eles na Escolinha Brasil, na esquina de casa, quando tive de ir trabalhar e não podia contar permanentemente com mãe e sogra. Antes tive uma babá muito boa, mineira, cozinhava bem, ainda lavava e passava fraldas (eram de pano, jovens mães do século 21) pra me dar uma folga. Só que um dia eu fui finalmente fazer umas compras no lojinha e uma prima querida passou lá em casa e achou o Paulinho (2 anos e meio) meio tontinho. Daí perguntou pro Flavinho, o irmão + velho, de 4 anos, "que qui ele tem?". E o Flavinho: "Ele sempre fica assim porque a V... (não vou por o nome, mas fica bem bom dizer que é V de vaca) dá uma colher de uma coisa boa prele adormecer". A prima: "Coisa boa, é? onde está, como chama?". Tá embaixo da pia, chama Tatuzinho de pinga". A prima ficou lá me esperando e me avisou assim que eu cheguei, eu liguei pro pai dos meninos no teatro dele, ele veio com a poliça, e a tal da V... saiu como cuspida de músico. Nunca mais quis babá. CUIDADO, JU! Referências e câmera oculta!

21 de maio de 2010 5:23

Paty Fortunato disse...

Olá,

Obrigado pela visitinha,adorei seu cantinho,o modo de como escreve é divertidíssimo rsrs...adorei,tô linkando tá?
Bom, sobre a escolinha,tb estou pensando em colocar meu filho, acredito q vai ser bom pra ele. E tb pq preciso de um tempo pra mim, pro meu marido...dava pra descansar,fazer a tão sonhada academia,ficaria mais animada. Mais morro de medo q maltratem meu filho,ainda estou estudando a hipótese.

Ah,volte quando quiser tá? Vou adorar ter vc por lá.Eu vou está sempre por aqui.

Beijocas!

Ju disse...

Cecil , ainda existe Tatuzinho???????????

♥♥ Thata ♥♥ disse...

Ai menina, quisera eu poder ficar todo esse tempo em casa... Dudu vai pra escolinha daqui a menos de 3 meses, mês que vem já vou começar a procurar... ai como dói!!
O quanto vc puder ficar com sua pequena, fique viu?
Bjs

Renata disse...

Ju, no começo é bem difícil mesmo, até escrevi sobre isso no blog (http://lilataeosgatos.blogspot.com/2010/03/adaptacao-da-mamae.html), mas eles gostam taaaaaaanto, chegam em casa com os olhinhos brilhando contando tudinho que aprenderam por lá, que vale super a pena!
beijoca e boa sorte!

Desconstruindo a Mãe disse...

Oi, tem selinho pra ti no Desconstruindo!
Beijo,
Ingrid

Maria Amora disse...

Há, há, há....ser mãe é isso aí!!!

Desconstruindo a Mãe disse...

Oi, o selinho normalmente a gente indica pra quem acha que o BLOG vale a pena de ser lido por outras pessoas, porque faz diferença na vida da gente, que é o teu caso. Eu me divirto com pena do Dr. Tuco!!! E me identifico muito contigo também...
É só colocar o selinho ou numa postagem tua ou sinalizando na barra lateral que você foi presenteada, se assim desejar.
É um carinho pro ego dessas mulheres encantadoras que compartilham suas vidas pela internet, não achas?

beijo,
Ingrid

Desconstruindo a Mãe disse...

Ah, e tem selinhos com regras, como esse, que pede que se responda o questionário!

sueli disse...

tatuzinho num sei/ mas tem uma tal de jurupinga que é tudo de bom. docinha que só ela. Dá um sonin gotooooso

maria disse...

Oiii! nossa adorei seu blog! seus textos são tudo, super bem humorados e honestos! posso seguir aqui? se quiser conhecer o meu é o : www.cariocabaiana.blogspot.com
beijocas e parabéns! lulu deve ser o máximo euheuehuhue1

Anônimo disse...

Aqui a Cecil,a vó da Vila Mariana. Adorei a info da Sueli, da Jurupiranga... mas Giu, tenta começar com um vinho tinto italiano daqueles que o Sr. SV conhece e aconselha. Uma colherinha de manhã no mamá, uma no almoço na ração de gato, uns pingos no sabonete Protext - e olha 10 horas de sono e sonhos! (MÃES, não se horrorizem - eu brinco muito com a minha 'sobrinha-postiça' mais querida). Na verdade, o último meio século me fez esquecer completamente como é que era com los niños Pablito e Flavito - pelas minhas lembranças, eles iam sozinhos para a cama às 7 da noite, e dormiam sem miar até 8 da manhã. O tempo apaga tudo, mesmo (MAS QUE SAUDADE.... ADORO ELES, sou fã e apaixonada mais que nunca, e tenho paixão pelos 3 netos + velhos e pela 'irmãgêmea' da Lulu, a Camilota, de quem vcs já viram fotos neste delicioso blog)

Ju Dalzoto disse...

Oiii
Nossa, adorei o que vc escreve!!! Apesar de todas as turbulências diárias de uma mãe 24 horas (que tb é o meu caso) vc tem muito bom humor!!!
E a Lulu é linda demais!!! Parabéns!!!
E, ah, não coloca ela na escolinha não, quem sabe uma pessoa pra te ajudar algumas horinhas do fia não resolveria um pouco...
Bem, não tenho outra alternativa a não ser seguir este blog que é o máximo. Toh seguindo então viu?!

Bjokas e um ótimo domingo!!!

Lua Ugalde disse...

Ai Ju, vc tocou num ponto muito importante!
Eu faço faculdade e só tenho direito há 4 meses de LM para não perder o semestre, e como estou no ultimo ano, terei que voltar mais cedo por causa dos meus clientes e monografia. Ou seja, o Heitor terá que ir para o berçario aos 3 meses...muito piquinininho...:(
toda vez que penso nisso fico com o meu coração partido, mas tenho que me formar para poder dar uma vida melhor pra ele né?!
Adoro suas postagens, muito engraçadas!!!As vezes tbm odeio Freud, mas muitas vezes ele está certo( vc não sabe o quanto é dificil pra mim falar isso...rsrsrr).
BJinhoss!!!

Ana - Mae da Valentina disse...

Bom, Giu. Como eu já voltei a trabalhar a 6 meses,me separei da Pipi deixandoo ela na casa da Vovó. Mas, agora o trabalho aumentou e preciso das tardes também e convenhamos a Vovó precisa descansar. Fui conhecer a Integra (subida do Paineiras) super bacana a escola e vocë pode fazer adaptaçao junto com sua pequena. Nao e bacana. Mas, no dia que fui conhecer a escolinha sai chrando imaginado deixar minha Pipi...

Anônimo disse...

ola ,amei o blog ,estou sofrendo demais tb ,meu filho começou a escolinha na 4f agora ,deusssssss choro na volta da escola como se estivesse voltando de um velorio ,o momento que chegamos na escola ele fica tranquilao ,na volta quando ele me encontra ele faz manha ,chora ,ai me cobro demais ,sera que fiz certo?mas n tenho outra opçao preciso trabalhar !sera que essa sensacao pessima comigo vai passar ?claudia

Anônimo disse...

Olá Jú e leitoras deste agradável blog!!!
Já passei pela experiência de colocar 2 filhotes meus na escolinha, e vou falar: É sim doído, ainda mais qdo a tia fecha o portão e vc escuta aquele chorinho indo p/ dentro, no colo da tia que tenta acalmar... Mesmo com o período de adaptação não tem como não se ver nessa situação! Dá vontade de abrir o portão e falar: DEVOLVEEEEEE!!!! É a criança chorando p/ um lado e mãe p/ o outro...
Mas isso ocorre no máximo 15 dias (céééus, parece mesmo uma eternidade!), mas juro que passa! O normal é a criança depois disso entrar numa boa e dar até tchauzinho!!! (tem criança que é assim desde o 1o dia!!!)E a gente PRECISA de umas horinhas p/ poder cuidar da gente,fazer o que se tem vontade, ou precisa... Aconselho muuuuito colocar pelo menos meio período (integral só se precisar mesmo), é muito bom descansar um pouco de :"ter que dar atenção" o tempo inteiro...
Meus mais velhos tem 5 e 3 anos e hoje em dia quero morrer quando não tem aula!!! E tem mais: faz bem p/ criança, que brinca bastante, convive com outras crianças, aprende a dividir, a ter disciplina, a ser "legal" com as outras crianças...e a gente desestressa e qdo chegam da escola estamos morrendo de saudades e nos entregamos mais intensamente aos filhos, prontas p/ brincar e dar atenção a eles!
Desculpe o texto, mas quis colaborar com quem está nessa situação, pela qual já passei!!! (meu menor está com 1 ano e 3 meses e só não coloquei ainda por falta de grana...)
Beijos!!! Renata!