segunda-feira, 24 de maio de 2010

Sobre o nome

Já disse que meu nome é Dúvida, meu sobrenome Indecisão e meu nome do meio Emcimadomuro? Então essa sou eu. Talvez seja culpa do meu ascendente em gêmeos, sei lá. Alguma explicação há de ter.

Olha, eu aconselho você, candidata a grávida (principalmente as que tem tendências a dúvidas como djo) que escolham o nome do seu rebento ANTES de engravidarem, sabe. Porque a enxurrada de hormônios gravídicos tornam você uma pessoa insegura, sensível, confusa, sem discernimento, sugestionável ao extremo e altamente impressionável onde cada dia você é uma e cada dia deseja uma coisa diferente...então repito, escolham o nome da cria ANTES de engravidarem, quando ainda estão lúcidas, e permaneçam com ele até o dia do registro.Fica a dica.

Então, quando engravidei eu escolhi N nomes de meninos e meninas, como todo mundo. Aí aos cinco meses quando tive certeza que seria menina escolhi o nome dela: Isabella, quando lembrei que o casal de dindos da Lulu, propositadamente chegou 4 anos antes de mim e tacou Isabella na pequena deles. Ahhh, gindo isso não se faz..-acredita que esse mesmo casal teve a pachorra de engravidar de novo antes de mim? Dindoos: Lucca NÃO!)

Escolhi outro: Maria. Aí tive que ouvir minha avó disparando segundo a segundo no meu ouvido pra não colocar Maria na menina, que Maria é nome de sofredora; minha bisa chamava Maria e sofreu as pencas, então fui vetada pela minha avó e ela não só me convenceu como me acabei de chorar com todo sofrimento da pobre bisa.

Daí então escolhi Júlia; lindo demais! Mas como sou conhecida por Jú, iria ficar uma miscelânia de Jus, Jú pra cá, Jú pra lá...Confuso.

Aí pensei em Sophia, mas Sophia era uma vizinha chata da minha avó que gritava com o papagaio o dia inteiro(odeio quem grita com o papagaio) com a voz mais estridente do mundo e fazia questão de gritar embaixo da janela onde eu dormia aos sábados às 7h da manhã; aquilo ficava ressoando pelo resto do dia no âmago do meu tímpano e me traumatizou pra sempre. Sophia jamé!

Então Yasmim, acho tão poético esse nome...mas comecei escutar milhões de Yasmins por aí que desanimei, pior que sempre escutava algo do tipo Yasm˜i. Perdeu o gramú. Além do que Yasmin era o nome da pílula que -obviamente- esqueci de tomar há 18 meses ago donde fez surgir Lulu. Aí Yasmin, iria ser a filha da falha da pilula. Nada poético.

Então me veio o superemvoga Alice. Sóque a prima do meu pai teve filhote lá na Itália e colocou o nome na nenê de Alicce e na Itália pronuncia-se ‘Aliche’, tal qual a pizza (inda bem que ela não teve gêmeas, já pensô? Meia aliche meia calabrezza?) então sempre que a gente se falava eu perguntava "come sta Alicce?". Me soava estranho, parecia que eu tava perguntando com estava o peixe e a partir de então passei a associar Alice a aliche, ou seja, a pizza de peixe. Chato, né?

Então resolvi: Olívia, mas lembrei que como sou (hahahahahahaha) ERA magra feito uma tripa desidratada (tenho provas), se ela puxasse meu diéney(DNA), certamente seria chamada de Olivia Palito. E sabe como é bullying na escola: trauma pra toda vida. Fiquei a por dentro disso quando pintei o cabelo de vermelho na sexta série. Aquelas pessoas maldosas gritando "olha o palito de fósforo aceso aí, gente!”. Me custou anos de terapia.

Então surgiu outro nome hit-parade atual: Valentina. Maravilhoso, aí nasceu Pipi, a Valentina da Ana Paula minha amiga, vinte dias antes da Lulu, aí ia ficar Valentina 2- A- Missão.

Claro, se sou mezzo italiana, por que não colocar um bello nome italiano como Chiara ! Lógico. Aí lembrei que estou no Brasille, e peor, na cidade pévermeio em que moro, Xiara seria pouco pra ela.

Então Clara, mas e se ela fosse moreninha...não iria combinar; então Pietra, mas se ela fosse branquinha não iria combinar.Queria um nome bonito mas diferente, bem diferente, foi aí que escolhi Ana. Mas como ela é filha do DeNNis virou ANNa, entendem? Pelo menos isso ela tem em comum com o pai os dois enes-Rá!. E como sempre amei Luísa, Anna Luísa.Foi então que bati o martelo para esse nome três dias depois que ela nasceu quando a moça do cartório me encostou na parede da maternidade e falou é agora ou nunca. Comecei a chorar convulsivamente e em meio aquela prosopopéia emocional e entre muitas lágrimas falei: tá bom vai, põe aí Anna Luisa e chorechoreichoreichorei até o mês passado, arrependida porque assim como eu (G-I-U liana) ela vai ter que passar o resto da vida soletrando o nome, Anna com dois enes e Luísa com esse. Ô dó.

Viu no que dá ter que decidir as coisas assim tão rápido?? Valhamedeus.

24 comentários:

Marcella Nathaly disse...

Minha amiga, é o seguinte: como você diz, An(n)as Luiz(s)as são mesmo parada! Acho que este nome está associado ao refluxo e à falta de sono (delas, não nosso), uma vez que a minha Lulu resolveu imitar a tua e virou boêmia também! Acho que não fomos nós que escolhemos, elas já nascem assim, é como um karma! =D
Força! Continuemos na luta! hahahaha

Beijo!

Juliana Baron disse...

Não quer me dar teu msn não? hahahahaha
beijos

Carol disse...

Ih.. mas nome é sempre assim... meu nome é Carol e ainda perguntam se é com "K"... meu marido e Alan e perguntam se é com dois Ls... meu sobrenome ninguem acerta... enfim... relaxa!!! O nome que vc escolheu é lindo! Ela vai amar!!!

Beijinhos.

Paty Fortunato disse...

Amiga,

Meu marido se chama Reynan Patrick,ninguém acerta escrever...sempre pergunta antes rsrs...
Eu gosto de nomes mais simples.

Beijocas!

sueli disse...

Falei pro c. Põe Riroca ou Zabelê. Simprão de tudo. kkkk
Hoje você se superou e eu também tenho que dizer que Sueli, como você mesma diz, é sem o estilingue (Y)
Beijokas

Anônimo disse...

Ói a alônima da vila aqui.Ri tanto, mas tanto... e fiquei lembrando de tragédias parecidas. O pobre do meu finado marido, de Gianfrancesco virou muitas vezes GIANFRESCO, por distração ou maldade. Saiu até no jornal uma vez... escrito por um crítico fino e distinto e nosso amigo. Daí que pensamos: vamos dar nomes SIMPLES, bem brasileiros e curtos, aos filhos/as que vierem. As meninas não vieram, mas iam ser Fernanda, Júlia e Isabela, senza le doppie. Daí vieram dois meninos em MENAS de dois anos - foi uma maravilha, com 23 anos eu já tinha dois e estava grávida de novo (pena que perdi a Fernanda, distraída fui eu) E os nomes dos garotos cumpriram a promessa: Flavio Edoardo Frederico e Ruggero Paolo. QUE ODEIAM OS NOMES, e brasileiraram para Flávio Eduardo (cortou o Frederico, nome do meu pai, mas manteve Eduardo, do meu sogro, o que deixou meu pai em crise de rejeição) e Paulo Guarnieri. Tiraram o Thompson acho que para me punir. Eu, simplezinha, me chamo Cecilia Otttavia Renata. Na escola, de vergonha, dizia que era Cecilia Margarida e escrevia assim nos cadernos, até que a Amada Mestra chamou minha mãe pra perguntar como era meu nome de verdade. Eu tinha 6 anos, vá... perdoem!
Só pra terminar: meu pai, inglês, chamava-se Expedicto Frederico. Deve ser o único Esquire britânico do mundo com esse nome; e minha Mamma era Maria Luiza Paulina. Como vc vê, na família ninguém pode abrir a boca. Minha avó tb era MARIA e pelo que sei não sofreu muito, apesar dos 13 filhos; e a mãe do meu pai - devota de Sto. Espedito - se chamava Flotilde. E deve ter passado a vida explicando, "não, não é Clotilde, é FLO, com F". Chega de besteiras! Buon giorno, Caterina. Ah - e LUCA, de nome de pessoa, é con una C sola; LUCCA com due C é a cidade. Aprendi lá, conferma col Papá. BAcionissimi.

Anônimo disse...

*** tá comprido e longo, mas PRECISO ACRESCENTAR que o GIANFRESCO além de tudo se chamava tb Sigfrido Benedetto. Deve haver um inferno só para os pais que põem nomes desses nos rebentos.

Lais Alves disse...

Aaaahhrá! Por isso que eu já escolhi o nome dos meus 5 filhos.
Quando eles nascerem já vão estar todos com o nominhos escolhidos. hehe

Beijos ;*

carol_siq disse...

Deixa de besteira....Bellusca também vai passa a vida falando que seu nome é com S e 2 Ls. Pior sou eu, que sou Ana simpres memo, e uns fulanos têm a pachorra de perguntar: com 2 Ns? E eu: NÃO!
Quanto ao Lucca, fique tronquila...se for menino vai ser Daniel....hehehe.

carol_siq disse...

Ahhhhh, e tem mais....parei por aqui! Não quero mais brincar disso, não guento mais vomitar!!! Não existe a menor possibilidade de roubarmos o nome again...hehehe....a menos que seja menina e vc tenha pensado em colocar Gabriella numa segunda rebenta...

Lua Ugalde disse...

Olha Ju, a culpa não é da sua indecisão, mas sim do numero de meninas que nasce. É infinitamente maior que os meninos( só não sei se as estatíticas confirmam minha tese)!!!

Ainda bem que eu tive menino, pq além de eu estar super em dúvida com o nome, meu marido queria pq queria Nicole, e esse é o nome da cachorra da minha avó(já pensou,"Nicole, junto!").
Bjoos!!

Ju disse...

Dona Otávia : Gianfresco é provocação , certeza!
Neidoka , Gabriella e Daniel estão liberados , ok? Manda bala ! rsrs
E Lua , Ce acha botar nome de cachorro da criança? Tá certo que Lulu não é lá muito nome de gente.rsrsr Mas meus gatos tem nomes de humanos como Diego , Magali , Rebeca e Zara.rsrs
beijos

Ich, Hausfrau disse...

JesusMariaJosé (não, isto não é uma sugestão de nome, hehe)... que saga para escolher um nome né! Mas vou levar muito em consideração a sua dica de escolher o nome antes do turbilhão de emoções. bjo

Paula disse...

Noite! A dinda apesar de acessar o blog todos os dias ainda não o seguia...Agora, consegui! hahaha Parabéns as duas, a mãe pelo blog e a Tutuca pelos 10 meses!
Anna Luisa é um lindo nome! Tudo bem que não precisava dos dois ennes...rs E, olha só, pela pesquisa que fiz no google:
Ana ou Anna (os dois aparecem com o mesmo significado): cheia de graça
Luiza/Luisa (também possuem o mesmo significado): lutadora
Anna Luisa: possui idealismo, espírito de liderança e energia de sobra para tornar realidade todos os seus sonhos.
Convenceu? bj

Ser mãe é viver constantemente feliz! disse...

kkkkkk...depois de tudo isso vc acha que escolheu rápido? rsss..o meu é Karine com K e com E no final e não A ok? rsss...e Anna Luisa é lindo!bjs

Lia disse...

Gritar com papagaio?!?! Que meda! E o papagaio regritava de volta, obviamente, né?
Emília foi escolhido três, quatro anos antes, óia que lindju!

Pri e Gu disse...

Olá.
Passei or aqui encaminha por outro blog. E sou orbiagad a deixar um comentário: eu ri muito com a sua história. O jeito que vc escreve é hilário.
Apesar da dúvida ser real, o que deve ser uma escolha muito difícil, a descrição dos fatos foi muito boa. Até já encaminhei o link do teu blog para as amigas.
No final, foi uma linda escolha. Anna Luísa me parece perfeito.
Parabéns pela Lulu.

Bethania disse...

E eu vim a "convite" da Priscila, acima... rs... Achei muito interessante a tua narrativa... e a da Cecilia também! Preciso te dizer que comigo aconteceu justamente ao contrário. Meu pai faleceu quando eu tinha 3 anos e eu - desde sempre - dizia que meu filho iria se chamar Claus! Desde sempre. Namorei, casei, engravidei. Meu marido sempre gostou deste nome. estava decidido. Ponto final. Mas meu baby foi crescendo dentro da minha barriga e, honestamente, eu sentia que ele não queria se chamar Claus - pôxa, e eu já vinha falando a vida inteira que seria o nome dele... minha mãe estava orgulhosa, meu avô já contava pra todo mundo que o Pequeno Claus estava vindo... Aquela comoção * acomoção aqui na nossa casa é em alemão e não em italiano! rs... * Meu caderno de gravidez revela esse crescente desconforto... sendo que, quando eu estava de uns 4 ou 5 meses, meu marido e eu estávamos alucinados comprando livros, olhando sites de internet, vendo nomes no jornal, na revista, prestando atenção no roll dos programas de TV... e nada parecia agradar... quando eu estava de 6 meses e meio, mais ou menos, meu marido me acorda no meio da noite e me pergunta "Que tu achas de YAN!" Achei bacana... mas o nome fica ainda mais bacana com o que vou contar agora: foi o próprio Yan que escolheu o seu nome!!! Siiiiiiiiiiiiim... meu marido me contou no dia seguinte que estava dormindo e um menininho de olhos pretos que nem uma jabuticaba estava em pé do lado da cama, sorrindo para ele... Aí ele perguntou: "Quem és tu"... e o menino respondeu, bem doce: "Sou eu, pai, teu filho Yan... vim para dar um oi para vocês!" O sonho foi tão real que ele fica arrepiado cada vez que lembra. Quando o Yan estava mais ou menos com 3 anos, arrepiou ainda mais... aquele era o menino que estava no quarto naquele dia! Bem linda história! Eu, pessoalmente, acho de um exclusivismo fantástico! Ninguém mais tem uma hitória como a nossa!!! rs... E ficou... Yan Claus *pra não decepcionar a família... E ele aaaaaama! hehehe

Bethania *de novo* disse...

Ps.: Todas as Annas Luisas que conheço são pessoas fantásticas! Fica tranquila que logo a tua entra nos eixos! rs...

Ju disse...

Oila Bethania , seja bem vinda. Sua história é mesmo de arrepiar !! E que bom gosto tem seu filho. Yan é lindo !! beijos e volte sempre!

Ju disse...

Pri e Gu , obrigada pela visita e pelo comentário!Os post tem uns 62% de verdade o resto é invenção.rsrs Obrigada pelo elogio ao Anna Luísa.rs
beijo

CECILIA THOMPSON (Margarida...) disse...

Nossa, Bethania - que história mais maravilhosa! São quase 4 da manhã, durmo tardew mesmo, tá um frio desgraçado aqui em cima do PArque Ibirapuera - mas fiquei arrepiada foi de emoção, de sensitividade... Queria ver um retratinhodo Yan, nunca ouvi uma história linda como essa, só mesmo a do anjo da Anunciação. MAs ELE se anunciar... foi muito! E esse blogo da GiuGiu não é uma coisa MUITO engraçada e MUITO bem escrita? Lá no jornal, mesmo nos tempos do pai dela e do meu, pouyca gente escrevia assim.
Me conta donde você é. E falar em nomes: Richardlyson não é muito? E ODIVAN?

Cecilia Margarida disse...

JU, ACERTA ESSE RELÓGIO, se não passo por mentirosa! Falei que são quase 4 da mahjã( são mesmo, 3h47) mas o teu aí em cima marca 23h43, então fica parecendo que tô querendo posar de boêmia bacana e moderninha. GRAZIE, signora - PUNTO e BASTA!

Patricia Lins disse...

kkkkkkkk, me lembrei de mim, com Peu... o nome dele foi mais fácil. A briga foi pelo sobrenome... meu marido disse que teria que colocar o da mãe dele, senão ela ficaria chateada... eu, com os hormônios aflitos, me afligindo - kkkk, como se precisasse de hormônio p eu ser como sou... kkk - disse que colocaria o de minha mãe, tb. Coitado de Peu, que ficou Pedro Henrique L C R B - imagine? 6 nomes - dois nomes e 4 sobrenomes...