sábado, 3 de abril de 2010

chá das 5:00 ( da manhã, lógeco)

Ai ai , noite boa pra dormir , friozinho , machuvinha por cima, Lulu bem alimentada, bem mamada, filminho preto-branco….

Essa noite ela embarcou as 21:00 h . Nunca na história desse País ela dormiu as 21h.(Quem sabe é hoje, neam?) Acordou the first time as 22h , voltou dinovo a dormir; meia- noite acordou no chororô, dei um chazinho com a seguinte tática , coloquei o copinho dela na altura dos meu peitos ( que se localizam no momento atual próximo aos meus joelhos) , pra ela pensar que estava mamando ! Hihihih, como sou cruel. E burra !!!! Lulu abriu o zoião e só faltou falar “tá pensando que sô guinorantchi mãe?” Sentou no meu colo que nem gente que é e tomou todo o chazinho.Que alívio. Descobri que ela as vezes chora por chá e não por tetas. Já posso tirar meu time de campo e o pai assume a mamada agora ! U -huu.

Azuma hora acordou de novo , dei mais chazinho , agora de erva-doce (ela sofre de gases na mesma intensidade que a Bisa , tadinha). Tomou, mas meio emputecidinha já ; as 2:00 a mesma coisa , agora já bem sem paciência dei água mesmo. Cuspiu na minha cara sem dónempiedade. E ficou chorando com o seguinte coro : mamámamámamá ! Disfarçando , falei sim é a mamãe, mamãe. E ela cada vez mais alto MAMÁMAMÁMAMÁ. Não, não, não e não Anna Luísa –leonina-Vaia Cossi. Não é hora. Me debrucei pra depositá-la no recipiente berço , e eis que sem eu perceber me presenteia com uma baita mordida no peito (lembrete:OITO dentes na mini-boca). Bom , concluíndo , fui dormir as 4 da manhã depois de dar mamá com um peito só , porque o outro ficou manco e dolorido e empedrado e .... Ainda tô na dúvida se tô com mais sono ou mais dor. Desisto. Por hoje.

2 comentários:

dolybirello disse...

Nossa Giu!!!
Sei o que vc está passando, eu chorava quando os meus não dormiam as tres horas esperadas por nós mães. E confesso que eles eram bonzinhos,rsrsrs
Mas apesar de tudo, que bom que ela é VIVA!!!!
Força amiga!!!
Beijinhos

carol_siq disse...

Amigaaaaaaaaaa......eu te conheço há tanto tempo e não sabia desse seu talento. Mijei nas calças de rir... Me senti lendo "Marley e eu" versão bebê. Invista em você, escreva um livro, sei lá...não desperdice seu dom!!!